Psiquiatra, quando devo consultar?

Tempo de leitura: 2 minutos

Psiquiatra, quando devo consultar?

Todo e qualquer sintoma de desconforto e dor emocional traz consequências alarmantes, mas nem sempre as pessoas decidem ir em busca de ajuda médica. Apenas uma pequena parte da população busca por profissionais para lidar com a saúde mental.

Algumas pessoas não optam por esse tipo de profissional devido ao preconceito. Muitas acham que visitar um psiquiatra pode significar que estão loucas. Esse tipo de pensamento pode dificultar o tratamento.

Não se cale diante dos seus problemas

Raiva excessiva, períodos de tristeza, oscilação nas emoções, entre outros sintomas são alertas para que você procure por um psiquiatra. Como outra doença, qualquer espécie de transtorno mental é tratável. E, quanto mais cedo ele for diagnosticado, mais fácil será a cura.

Não tenha medo de solicitar ajuda médica. Caso se sinta melhor, não comente com ninguém que está em tratamento, apenas vá e busque uma paz interior para si mesmo. Mais abaixo mostraremos alguns sinais de alerta, para que você possa procurar por tratamento. Continue acompanhando!

3 sinais preocupantes

  • Humor oscilante

O humor oscilante é muito frequente entre os transtornos mentais. Todos nós sofremos mudanças no humor, porém se elas são desproporcionais como níveis de tolerância baixos, se irritar ou se frustrar com muita facilidade, você deve se preocupar e ir em busca de um psiquiatra.

  • Problemas para dormir

Se você sofre com insônias ou problemas para dormir, fique atento! Muitos transtornos estão associados a distúrbios do sono: psicoses, síndrome do pânico, transtornos de humor, transtornos de ansiedade e alcoolismo, por exemplo.

  • Ideias perturbadoras

Se você tem pensamentos negativos destrutivos como se ferir, por exemplo, você deve buscar ajuda o quanto antes. Não deixe que esses maus pensamentos te aflijam por mais tempo.

Se você sente um vazio existencial, dores inexplicáveis ou vontade de chorar sem motivo aparente, procure ajuda hoje mesmo. Não permita que os problemas emocionais sejam mais fortes do que você.

Converse com seus familiares a respeito do que você está sentindo para obter apoio familiar ou peça auxílio para um profissional da área médica psicológica. Não perca nossos próximos posts, continue nos acompanhando nas redes sociais e fique atualizado sobre as novidades.

psiquiatraSites Parceiros:

www.eustaquiogarcia.com.br

www.geriatrabh.com.br

www.medicogeriatra.com.br

www.clinicaseconsultorios.com.br

www.sead.com.br

www.ligadonasaude.com.br

Nossas Redes Sociais:

https://www.facebook.com/ativoesaudavel/

https://www.facebook.com/dr.eustaquiogarcia/

https://www.facebook.com/omedicogeriatra/

https://www.facebook.com/geriatrabh/